O encontro contou com a participação de motociclistas de 25 municípios mineiros. A presença de milhares de pessoas reforça o crescimento do evento que vem se tornando um dos maiores trilhões da região.  

 

No dia 07 de abril a população do distrito de Contrato viveu um dia atípico. A tranquilidade do lugar foi substituída pelo barulho dos motores de aproximadamente 250 motos e a presença de cerca de 2 mil pessoas que vieram prestigiar o “3º Trilhão de Contrato”. A adesão maciça de motociclistas e grande participação popular fazem com que a modalidade se desponte como um dos principiais eventos esportivos do município de Itamarandiba.  

 

O encontro foi aberto oficialmente na noite de sábado com as arrojadas manobras realizadas pela equipe Gil Moto Show e apresentação musical da banda Os Kanas. No dia seguinte, a Praça Matriz do distrito já estava tomada de pessoas que não queriam perder um só minuto da festa. Às 10 horas da manhã, os aventureiros estavam a postos para a largada e enfrentamento dos 40 km de trilha. Durante mais de 02 horas os motociclistas enfrentaram obstáculos, cortaram vales e se entranharam na imensidão das plantações de eucaliptos da região. Ao retornarem ao ponto de partida, no centro do distrito, os participantes foram ovacionados e recepcionados com delicioso almoço, churrasco e muita música.

O percurso do 3º Trilhão de Contrato ofereceu aos participantes um trajeto repleto de obstáculos, belezas naturais e muita adrenalina.   

 

Realizado pela Equipe de Trilheiros de Contrato (ETC), com incondicional apoio da Prefeitura de Itamarandiba, Secretaria Municipal de Esportes e comerciantes locais, o “3º Trilhão de Contrato” visa promover e divulgar o turismo de aventura, com destaque às trilhas, ainda, desconhecidas no município de Itamarandiba. Nesse contexto, o evento vem alcançando seu propósito; visto que, de acordo com seus organizadores, o “3º Trilhão de Contrato” contou com a presença de pessoas de diferentes regiões e a participação de pilotos de várias cidades de Minas Gerais, como: Itamarandiba, Capelinha, Carbonita, Coluna, Novo Cruzeiro, São José do Jacurí, São Pedro do Suaçuí, Frei Lago Negro, Santa Maria do Suaçuí, Água Boa, São Sebastião do Maranhão, Aricanduva, Veredinha, Turmalina, Minas Novas, Belo Horizonte, Berilo, Salinas, Itaipé, Angelândia, Setubinha, Malacacheta, São João Evangelista, Rio Vermelho e João Pinheiro.

 

Ernane Frois

Ascom: Prefeitura Municipal de Itamarandiba 

 

 

Como forma de incentivo, a Prefeitura de Itamarandiba adquiriu sementes, produziu mudas no viveiro municipal e doou mais de 22 mil mudas aos interessados no cultivo do urucum.

 

O urucum já é um “ouro vermelho”, sendo demandado principalmente pela indústria alimentícia, cosmética, farmacêutica e têxtil. Atualmente os estados de São Paulo, Rondônia e Bahia lideram a produção nacional. Entretanto, resultados do Censo Agro, do Instituto Brasileiro de Geografia Estatística (IBGE), realizado no ano de 2017, confirmaram a crescente vocação da região de Itamarandiba na produção de urucum. De acordo com os dados divulgados pelo Instituto em 2018, a nova microrregião produtora reúne, ao menos, 10 municipalidades que já lideram a produção em Minas Gerais; sendo Felício dos Santos, município limítrofe à Itamarandiba, o maior produtor do estado.

 

Com apoio da Secretaria Municipal de Agricultura, que tem acompanhado e estimulado de perto o incremento do cultivo no município, a produção em Itamarandiba já alcança mais de duas (02) toneladas de sementes. “Estamos a incentivar nossos produtores com o plantio de mudas de qualidade para que despertem para essa nova cultura que já se revela promissora na região. Temos tudo para converter o município em um grande produtor, o clima contribui e nossos produtores já abraçaram a ideia. Itamarandiba já é o décimo município em número de propriedades com o cultivo de urucum no estado e nossa meta é avançar gradativamente com a distribuição de mudas e consolidar essa vocação.”, explicou o gerente municipal de agricultura, engenheiro ambiental, Herculano Gusmão.

 

À frente do projeto de incentivo à produção de urucum na região, Gusmão ressaltou, ainda, que tão logo houve a identificação da expansão do cultivo no território itamarandibano, ainda em 2017, a Prefeitura adquiriu sementes de qualidade da variedade urucum piave e de imediato deu início a formação das mudas no próprio viveiro municipal. “Com esse trabalho, a Prefeitura já distribuiu, gratuitamente, mais de 22 mil mudas do fruto aos pequenos produtores das diversas localidades rurais do município.”, diz.  

 

Já o prefeito itamarandibano, Luiz Fernando Alves, argumentou que Itamarandiba possui base territorial extensa e com diferentes microclimas que permite a aposta em outros cultivos; nesse sentido, ele destaca que incentivar e incrementar métodos que fomentam a agricultura familiar sempre fará parte do plano de governo da atual gestão municipal. “Estamos localizados em uma área que nos permite investir em novas culturas produtivas. O urucum tem sido um exemplo marcante disso; muito embora a produção ainda seja modesta se comparada a de municípios vizinhos. Entretanto, o fato é que Itamarandiba está ao centro de uma microrregião produtora e o estímulo aos produtores rurais na diversificação da produção na pequena propriedade fortalece a agricultura familiar. E é justamente isso que propomos e estamos a fazer.”, enfatizou Alves.

 

Para mais informações quanto ao apoio ofertado pela Prefeitura, bem como ao cultivo do urucum, os pequenos produtores rurais de Itamarandiba podem procurar a Secretaria Municipal de Agricultura, situada à Praça Dr. Afonso Pavie, 120, centro, ao lado da Igreja do Rosário.

 

Ernane Frois

Ascom: Prefeitura Municipal de Itamarandiba

Endereço

Canal de vídeos

Rede Social