Com projeto, que beneficiou famílias agricultoras de todo o município, produtores rurais da região de Córrego Seco colheram 70 alqueires de grãos.    

No segundo semestre de 2017, a Prefeitura de Itamarandiba, por meio da Secretaria Municipal de Indústria, Comércio, Agropecuária e Meio Ambiente, elaborou e colocou em prática o Programa Municipal de Aração de Terras. O projeto, que objetivou a preparação de terrenos a baixo custo para a produção de lavoura branca (milho, feijão, arroz e outros), beneficiou cerca de 2.000 famílias de produtores rurais do município.

Passados o período de plantio e cuidados com o cultivo, chegou a hora de os agricultores colherem a produção. Na região de Córrego Seco, próximo à Fazenda Santa Rita, em uma área de aproximadamente 02 hectares, boa parte preparada com o apoio do Programa articulado pela Prefeitura itamarandibana, o lavrador Gláucio Luiz Antônio de Oliveira, em parceria com outros agricultores locais, conseguiu colher 40 alqueires de milho, 15 alqueires de arroz e 15 alqueires de feijão.

De acordo com Gláucio Oliveira, o bom resultado dessa safra está ligado diretamente ao Programa Municipal de Aração de Terras; por isso mesmo torce para que a Prefeitura dê continuidade ao projeto nos próximos anos. Ao enaltecer a gestão municipal pela iniciativa, o lavrador destacou a importância de os órgãos públicos apoiarem e darem sustentação aos programas voltados aos agricultores. “Hoje estou aqui colhendo o arroz que será consumido pela minha família. Ele e as outras coisas foram cultivados graças ao apoio da Prefeitura que veio aqui a ajudou na aração da terra. Preparou uma parte e outra eu paguei particular. Toda e qualquer ajuda é sempre boa para nós que vivemos no campo.”, diz.

Com apoio da Prefeitura de Itamarandiba, em uma área de 2 hectares,  o agricultor, Gláucio Oliveira, plantou arroz, feijão e milho. Os grãos já estão sendo colhidos e serão para o uso de toda a família.

 

O vice-prefeito de Itamarandiba, Lete Monteiro, acompanhado do gestor municipal de agropecuária, Herculano Campos Gusmão e do gerente de agricultura, Gilmar Pinto, esteve na região para observar a colheita dos grãos e testemunhar de perto a alegria dos agricultores pela abundância da safra. Na oportunidade, o vice-prefeito ressaltou que a atual administração municipal possui grande admiração pelos produtores rurais do município; sendo assim, ele assegura, que a equipe governamental tem olhado com grande atenção os anseios do homem do campo.

Monteiro falou, ainda, de que maneira o Programa Municipal de Aração de Terras beneficiou os produtores rurais de Itamarandiba. “Com apoio da Prefeitura foi possível obter uma safra agrícola satisfatória. Essa ajuda veio com a Secretaria de Agricultura custeando 50% do serviço contratado na aração das terras para o plantio de lavoura branca. Além, da disponibilização de 2.000 horas de trator de pneus com grade, foi concedido, também, 500 horas de retroescavadeira para se construir e limpar bacias de contenções e barraginhas.”, explicou.

Durante a colheita da safra, Vice-prefeito, Lete Monteiro, e representantes da Secretaria Municipal de Agricultura, visitaram propriedades beneficiadas com o Programa Municipal de Aração de Terras.

 

Ernane Frois

ASCOM: Prefeitura Municipal de Itamarandiba

 

O Programa de Aquisição de Alimentos vai beneficiar 36 famílias agricultoras do município itamarandibano. O valor destinado para a compra dos produtos passa dos 116 mil reais.

 

Aconteceu na tarde de terça-feira, 23 de janeiro, na sede da Secretaria Municipal de Indústria, Comércio, Agropecuária e Meio Ambiente, reunião para a entrega dos cartões bancários que serão usados na comercialização dos alimentos produzidos pelos beneficiados do Programa de Aquisição de Alimentos (PAA). A ação é resultado da parceria firmada entre Governo Federal e Prefeitura Municipal de Itamarandiba.

A entrega dos cartões foi feita pelo gerente do Banco do Brasil/Agência Itamarandiba, Sr. Ricardo Alves Costa Filho, e pelo vice-prefeito Lete Monteiro, no ato representando o prefeito itamarandibano, Luiz Fernando Alves. Na oportunidade, Monteiro reafirmou o compromisso da Prefeitura Municipal em apoiar as causas voltadas ao incentivo à agricultura familiar e promoção ao acesso a alimentação. “Sabemos da importância do homem do campo em nossas vidas, sem o agricultor o alimento não chega às nossas mesas. Portanto, é extremamente compreensível que unamos forças para favorecer e estimular a aquisição de produtos cultivados por essas pessoas que tanto fazem pelo desenvolvimento do nosso município.”, argumentou.  

O agricultor Marcelino Gomes recebeu o cartão das mãos do gerente do Banco do Brasil, Ricardo Alves, e do vice-prefeito Lete Monteiro. O PAA  vai adquirir, junto à ele, tubérculos e frutas.

 

Proprietário de um sítio nas imediações da comunidade de Areão, o agricultor Marcelino Gomes é um dos favorecidos com o Programa, para o qual ele vai entregar mandioca, inhame, batata-doce e banana. Demonstrando grande alegria, Marcelino revelou que com a comercialização desses produtos será possível aumentar a produção de hortifrutigranjeiros e investir em melhorias na propriedade. “Esse Programa é o melhor que eu já participei; em tempos passados fui beneficiado e agora o Governo voltou com ele. Fiz o cadastro e vou entregar alguns produtos que cultivo. Com esse ‘dinheirinho’ a mais quero aumentar minha produção.”, diz.    

 

Em Itamarandiba o PAA vai beneficiar 36 famílias agricultoras, as quais a União prevê o repasse de R$ 116.056,23 para aquisição de produtos agrícolas e culinários em geral. A entrega dos produtos, que posteriormente serão distribuídos em creches, centros socioassistenciais, hospitais e outras instituições instaladas no município de Itamarandiba, será feita aos sábados, de 07:00 às 10:00 horas, e nas segundas-feiras, das 08:00 às 11:00 horas, na Secretaria Municipal de Indústria, Comércio, Agropecuária e Meio Ambiente, situada à Praça Dr. Afonso Pavie, em frente a Igreja do Rosário. O recebimento da primeira remessa está marcado para o dia 24 de fevereiro do corrente ano.   

A entrega dos cartões contou com a presença de agricultores familiares de várias regiões do município.

 

Além do gerente do Banco do Brasil e do vice-prefeito, a reunião contou com a presença do gestor municipal de agropecuária, Herculano Campos Gusmão, gerente de agricultura, Gilmar Pinto, engenheiro agrônomo da Emater/MG, João Batista Couto e produtores rurais das comunidades de Canjuru, Areão, Mandiocussu, Serra dos Martins, Rio das Pedras, Ribeirão Comprido, Ribeirão Vermelho, Córrego Fundo, Veneno, Bonfim, Santa Quitéria, São Gil I e II, dentre outras.

Ernane Frois

ASCOM: Prefeitura Municipal de Itamarandiba

 

Em tempo:

Programa de Aquisição de Alimentos (PAA)

Criado em 2003, o Programa de Aquisição de Alimentos (PAA) é uma ação do Governo Federal para colaborar com o enfrentamento da fome e da pobreza no Brasil e, ao mesmo tempo, fortalecer a agricultura familiar. Para isso, o programa utiliza mecanismos de comercialização que favorecem a aquisição direta de produtos de agricultores familiares ou de suas organizações, estimulando os processos de agregação de valor à produção. 

O programa é executado por estados e municípios em parceria com o Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome (MDS) e pela Companhia Nacional de Abastecimento (Conab). Pelo seu papel estratégico no combate à pobreza, o PAA é uma das ações que compõem o Plano Brasil Sem Miséria (BSM) em seu eixo Inclusão Produtiva Rural.

(fonte: Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome)

 

 

Depois de 30 anos, Sr. Geraldo de Oliveira vê pela primeira vez um trator realizando serviço gratuito em suas terras. A Prefeitura de Itamarandiba custeou a metade dos gastos com a aração dos aproximadamente 1,5 hectares do terreno.

 

A Prefeitura de Itamarandiba, através da Secretaria Municipal de Indústria, Comércio, Agropecuária e Meio Ambiente, elaborou e colocou em prática importante projeto de aração de terras que tem por finalidade beneficiar cerca de 2.000 (duas mil) famílias de produtores rurais do município; as quais irão receber apoio do governo municipal para cultivar as propriedades, tornando-as mais produtivas. 

Com a Prefeitura pagando 50% do serviço contratado, o Programa Municipal de Aração de Terras prevê a disponibilização de 2.000 horas de trator de pneus com grade a serem usadas na preparação de terreno para o plantio de lavoura branca (feijão, milho, arroz, cana, etc), e, ainda, a concessão de 500 horas de retroescavadeira para se construir e limpar bacias de contenções e barraginhas.

Com objetivo de atender cerca de 2 mil famílias de agricultores, a patrulha agrícola é formada por 10 tratores e 01 retroescavadeira. O maquinário atenderá o homem do campo respeitando um cronograma preestabelecido.

 

De acordo com o gestor municipal de agropecuária, Herculano Campos Gusmão, a ação é mais uma iniciativa que comprova o quanto a Atual Gestão visa valorizar o homem do campo e busca alternativas que alavancam a produção rural do município itamarandibano. “O programa se estenderá aos quatro cantos da nossa municipalidade e terá custo viável aos produtores rurais, pois, a Prefeitura vai arcar com a metade das horas acordadas. Lembrando que cada produtor poderá contratar até 04 horas de serviços.”, ressaltou Gusmão.

Os trabalhos de aração de terras tiveram início na manhã do dia 03 de outubro, na Fazenda Santa Rita, região do Quebra Coco. Sob um sol escaldante, o Sr. Geraldo de Oliveira, popular Nego do Chicão, 77 anos, observava de perto o trator que arava cerca de 1,5 hectares da sua propriedade. No local o Sr. Geraldo pretende plantar milho e feijão de seca.

Primeiro produtor a ser contemplado com o Programa, Sr. Geraldo comentou ter contratado a máquina e equipamentos por 02 horas ao valor de 100 reais; o que, segundo ele, seria 200 reais, entretanto a Prefeitura arcará com os outros 100 reais. “Em 30 anos essa é a primeira vez que ganho horas de trator para arar um pedaço de terra. O dinheiro economizado vou usar para comprar adubo e, ainda, vai sobrar um pouquinho.”, comemora.

Ao lançar o Programa Municipal de Aração de Terras, a Prefeitura de Itamarandiba se compromete em custear 50% do serviço contratado pelos produtores da zona rural.

 

Para usufruir do benefício é preciso que o produtor, munido de documentos pessoais e de comprovante de posse do imóvel rural, procure a Secretaria Municipal de Agropecuária. No local o produtor será cadastrado e receberá um boleto, já com o desconto de 50% pagos pela Prefeitura, para ser quitado e apresentado no ato em que o maquinário chegar à sua região.

Considerado o maior projeto agrícola da história do município é certo que o Programa Municipal de Aração de Terras vai gerar grande demanda; sendo assim, a Prefeitura de Itamarandiba, através de criterioso processo de licitação, contratou 10 tratores e 01 retroescavadeira. As patrulhas agrícolas já iniciaram os trabalhos; sendo o trajeto 01 saindo da Fazenda Santa Rita sentido Onça passando por São Felipe, Barbados, Terça, Mandassaia e outros. Trajeto 02 saindo da região Fazendinha sentido Padre João Afonso passando por Ponte Santana, Ribeirão Comprido, Ribeirão Vermelho e outros.   

Quer saber como participar do Programa, qual o cronograma de trabalho e/ou obter outras informações? Basta procurar a Secretaria Municipal de Agropecuária à Praça Afonso Pavie, 120, (ao lado da Igreja do Rosário) ou ligar (38)3521-3184.

Ernane Frois

Ascom: Prefeitura Municipal de Itamarandiba 

 

Endereço

Rede Social