O evento, a ser realizado de 24 a 26 de agosto, desenvolverá atividades que visam despertar o olhar, o interesse e o engajamento da população para a preservação do patrimônio material e imaterial de Minas Gerais.

 

A Secretaria de Estado de Cultura, por meio do Instituto Estadual do Patrimônio Histórico e Artístico (IEPHA/MG), tem realizado, durante todo o mês de agosto, a 6ª Jornada do Patrimônio Cultural de Minas Gerais. Aproximadamente 640 municípios mineiros participam do evento; dentre eles Itamarandiba que receberá a “Jornada” nos dias 24, 25 e 26 de agosto.

Com vasta programação e atividades que acontecem em todos os territórios regionais, a 6ª Jornada reúne exposições, feiras, apresentações musicais e de teatro, seminários, encontros de grupos e culturas populares, visitas guiadas, publicações e, ainda, ações que se relacionam com a preservação do patrimônio cultural de cada municipalidade participante. Nesse sentido, na cidade itamarandibana foi proposto à realização da 1ª Semana Cultural do Município de Itamarandiba que contará com palestras acerca da Preservação do Patrimônio Público, exposição fotográfica do Patrimônio Histórico de Itamarandiba, roda de viola e apresentações culturais com a participação de escolas e comunidades.

O tema proposto pelos organizadores é "Outros olhares sobre o Patrimônio Cultural" e o objetivo é despertar o olhar, o interesse e o engajamento da população para a preservação do patrimônio material e imaterial de Minas Gerais.

A Prefeitura de Itamarandiba, por meio da Secretaria Municipal de Cultura, é grande parceira do projeto e não tem medido esforços para que o município seja exemplo de valorização, respeito e disseminação do patrimônio cultural e artístico.

Para a gerente de cultura, turismo e patrimônio de Itamarandiba, Leda Aguiar Rabelo, a 6ª Jornada do Patrimônio Cultural de Minas Gerais, bem como a 1ª Semana Cultural do Município de Itamarandiba são eventos que darão aos itamarandibanos e visitantes a oportunidade de conhecerem a riquíssima diversidade cultural e patrimonial existente na região. “Valorizar a memória cultural local, através das mostras culturais e suas representações na formação da cidadania é fazer valer a nossa identidade.”, disse a gerente.

Vale destacar que as Prefeituras Municipais que aderiram a Jornada e que comprovarem a realização das ações conforme a Deliberação Normativa do Conselho Estadual do Patrimônio Cultural (CONEP) terão direito à pontuação no programa ICMS Patrimônio Cultural.

Ernane Frois

Ascom: Prefeitura Municipal de Itamarandiba

 

A Jornada

A Jornada do Patrimônio Cultural de Minas Gerais teve sua inspiração inicial na experiência francesa das Journées du Patrimoine. Criado na França em 1984, o evento se consolidou por marcar, de forma nacional e anualmente, um final de semana de mobilização popular em torno da valorização e preservação do patrimônio francês. O sucesso na França foi tanto que hoje a Jornada Francesa expandiu-se para todo o Velho Continente.

Nas últimas quatro edições realizadas, 1.500 proponentes promoveram cerca de 3.500 ações abordando diferentes temas sobre o patrimônio cultural. Com a participação de mais de 500 municípios, a iniciativa foi agraciada com o Prêmio Rodrigo Melo Franco de Andrade de 2010, na categoria Divulgação do Patrimônio Cultural. O prêmio é um reconhecimento do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAN), que valoriza as ações que se destacam na preservação do patrimônio cultural do país.      

Serviço:

Jornada do Patrimônio Cultural de Minas Gerais

Quando: 1º a 31 de agosto de 2017

Onde: em mais de 600 municípios mineiros

Com informações: Agência Minas - http://www.agenciaminas.mg.gov.br/

Endereço

Rede Social