Sexta, 26 Abril 2019 19:40

Itamarandiba registra aumento nos casos de diarreia e Secretaria Municipal de Saúde alerta a população para prevenção

Autoridades municipais se mostraram preocupadas com o surto de diarreia que atingiu pessoas de diferentes idades. A maioria dos casos foi registrada nos bairros Fazendinha, São Geraldo e Primeiro de Maio.

 

Nas últimas semanas, Itamarandiba registrou grande aumento nos casos de diarreia no município. Somente entre os dias 14 e 20 de abril, as Unidades de Saúde da cidade atenderam mais de 120 pacientes queixando do mal.

O assunto, inclusive, foi pauta central durante a Reunião do Comitê de Enfrentamento das Arboviroses; realizada na tarde de hoje (26/04) na sede da Vigilância Sanitária. O encontro, que abordou, também, as ações que estão em curso para evitar a proliferação do Aedes Aegypti no município itamarandibano, contou com a presença dos secretários municipais de Saúde e Obras, Antônio Andrade e Eurípedes Mendes, respectivamente, coordenadora da Vigilância em Saúde, Danielle Lima, coordenadora da Vigilância Ambiental, Juciele Rodrigues, enfermeiros, agentes de  combate a endemias, presidentes de Associações Comunitárias e representantes dos 02 hospitais existentes no município.      

De acordo com levantamento feito pela Secretaria Municipal de Saúde (SMS), o surto de diarreia atingiu, na sua maioria, pessoas com idade compreendida entre 01 e 04 anos, e de 09 a 19 anos; sendo: Fazendinha, São Geraldo e Primeiro de Maio os bairros com os maiores números de casos.

Entre alguns prováveis causadores de diarreia está a água consumida pela população. Nesse sentido, de imediato a SMS, por meio da Vigilância em Saúde e Atenção Primária a Saúde, autorizou a realização da análise da água coletada em alguns pontos da cidade, inclusive na própria Estação de Tratamento que abastece Itamarandiba. Feita a apreciação, por laboratório especializado, os resultados foram satisfatórios; descartando assim a hipótese de que a epidemia estivesse relacionada ao consumo da água disponibilizada no município.

Apesar disso, como medida emergencial a SMS está disponibilizando frascos de solução de hipoclorito de sódio. O produto, que serve para desinfetar a água para consumo humano e para higienização de legumes e hortaliças, pode ser retirado no setor da Vigilância em Saúde, situado à Rua Coronel Gentil Fernandes, 108, no centro.

Coordenadora da Vigilância em Saúde, Danielle Lima, e secretário municipal de Saúde, Antônio Andrade, afirmaram que em apenas 01 semana mais de 120 pessoas procuraram as Unidades de Saúde. A causa? Crises de diarreia.

 

O secretário municipal de Saúde, Antônio Andrade, explicou que com a comprovação de o problema não estar relacionado à água, uma nova linha de verificação foi aberta levando-se em conta pontos em comum entre os pacientes; como consumo de alimentos, locais frequentados, endereço e condições higiênico-sanitárias. “Esse aumento repentino de diarreia tem nos preocupado! De imediato fomos a campo para tentar descobrir o que originou esse surto. Foi feita análise da água e nada de anormal foi constatado. Agora estamos coletando amostras de fezes que serão enviadas para o Laboratório referência do Estado para análise de vírus e bactérias. A conclusão desse procedimento vai nos permitir investigar uma possível virose.”, diz.

Ante a possível propagação do surto, a Secretaria Municipal de Saúde, além de tomar algumas medidas emergenciais, tem alertado a população quanto a necessidade e importância de se precaver. Sendo assim, pede-se aos itamarandibanos para:

  • Ingerir mais líquido que o normal; evitando assim a desidratação;
  • Manter a alimentação, evitando assim a desnutrição;
  • Lavar as mãos com sabão frequentemente, principalmente antes das refeições, após ir ao banheiro, antes de cozinhar e depois de assuar o nariz;
  • Consumir apenas água potável e lavar bem as frutas e vegetais;
  • Evitar compartilhar toalhas, copos e talheres;
  • Redobrar os cuidados com a higiene, principalmente se houver alguém doente em casa.

 

Ernane Frois

Ascom: Prefeitura Municipal de Itamarandiba

 

Última modificação em Quarta, 08 Mai 2019 18:42
  • Image
  • Text
  • Additional info
  • Latest by author
  • Related items
  • Gallery

Autoridades municipais se mostraram preocupadas com o surto de diarreia que atingiu pessoas de diferentes idades. A maioria dos casos foi registrada nos bairros Fazendinha, São Geraldo e Primeiro de Maio.

 

Nas últimas semanas, Itamarandiba registrou grande aumento nos casos de diarreia no município. Somente entre os dias 14 e 20 de abril, as Unidades de Saúde da cidade atenderam mais de 120 pacientes queixando do mal.

O assunto, inclusive, foi pauta central durante a Reunião do Comitê de Enfrentamento das Arboviroses; realizada na tarde de hoje (26/04) na sede da Vigilância Sanitária. O encontro, que abordou, também, as ações que estão em curso para evitar a proliferação do Aedes Aegypti no município itamarandibano, contou com a presença dos secretários municipais de Saúde e Obras, Antônio Andrade e Eurípedes Mendes, respectivamente, coordenadora da Vigilância em Saúde, Danielle Lima, coordenadora da Vigilância Ambiental, Juciele Rodrigues, enfermeiros, agentes de  combate a endemias, presidentes de Associações Comunitárias e representantes dos 02 hospitais existentes no município.      

De acordo com levantamento feito pela Secretaria Municipal de Saúde (SMS), o surto de diarreia atingiu, na sua maioria, pessoas com idade compreendida entre 01 e 04 anos, e de 09 a 19 anos; sendo: Fazendinha, São Geraldo e Primeiro de Maio os bairros com os maiores números de casos.

Entre alguns prováveis causadores de diarreia está a água consumida pela população. Nesse sentido, de imediato a SMS, por meio da Vigilância em Saúde e Atenção Primária a Saúde, autorizou a realização da análise da água coletada em alguns pontos da cidade, inclusive na própria Estação de Tratamento que abastece Itamarandiba. Feita a apreciação, por laboratório especializado, os resultados foram satisfatórios; descartando assim a hipótese de que a epidemia estivesse relacionada ao consumo da água disponibilizada no município.

Apesar disso, como medida emergencial a SMS está disponibilizando frascos de solução de hipoclorito de sódio. O produto, que serve para desinfetar a água para consumo humano e para higienização de legumes e hortaliças, pode ser retirado no setor da Vigilância em Saúde, situado à Rua Coronel Gentil Fernandes, 108, no centro.

Coordenadora da Vigilância em Saúde, Danielle Lima, e secretário municipal de Saúde, Antônio Andrade, afirmaram que em apenas 01 semana mais de 120 pessoas procuraram as Unidades de Saúde. A causa? Crises de diarreia.

 

O secretário municipal de Saúde, Antônio Andrade, explicou que com a comprovação de o problema não estar relacionado à água, uma nova linha de verificação foi aberta levando-se em conta pontos em comum entre os pacientes; como consumo de alimentos, locais frequentados, endereço e condições higiênico-sanitárias. “Esse aumento repentino de diarreia tem nos preocupado! De imediato fomos a campo para tentar descobrir o que originou esse surto. Foi feita análise da água e nada de anormal foi constatado. Agora estamos coletando amostras de fezes que serão enviadas para o Laboratório referência do Estado para análise de vírus e bactérias. A conclusão desse procedimento vai nos permitir investigar uma possível virose.”, diz.

Ante a possível propagação do surto, a Secretaria Municipal de Saúde, além de tomar algumas medidas emergenciais, tem alertado a população quanto a necessidade e importância de se precaver. Sendo assim, pede-se aos itamarandibanos para:

  • Ingerir mais líquido que o normal; evitando assim a desidratação;
  • Manter a alimentação, evitando assim a desnutrição;
  • Lavar as mãos com sabão frequentemente, principalmente antes das refeições, após ir ao banheiro, antes de cozinhar e depois de assuar o nariz;
  • Consumir apenas água potável e lavar bem as frutas e vegetais;
  • Evitar compartilhar toalhas, copos e talheres;
  • Redobrar os cuidados com a higiene, principalmente se houver alguém doente em casa.

 

Ernane Frois

Ascom: Prefeitura Municipal de Itamarandiba

 

Mais recentes de HernaneF

Itens relacionados (por tag)

Endereço

Canal de vídeos

Rede Social