Sábado, 14 Janeiro 2017 00:00

Atenção! Nota oficial da Secretaria Municipal de Saúde quanto a FEBRE AMARELA Destaque

A Secretaria Municipal de Itamarandiba, juntamente com a Vigilância Epidemiológica vêm a público informar sobre o surto de Febre Amarela no estado de Minas Gerais. Até o dia 12/01/17, foram notificados 110 casos suspeitos da doença. É importante ressaltar que Itamarandiba NÃO apresentou nenhum caso suspeito até o momento. Estamos realizando bloqueio vacinal na zona rural do Distrito de Pe. João Afonso, conforme orientação do Ministério da Saúde, por ser esta área divisa com o município de São Sebastião do Maranhão, onde foi notificado 01 caso suspeito da doença. 

É importante destacar que em área rural ou silvestre, a infecção acontece quando uma pessoa que nunca tenha contraído a febre amarela, ou tomado a vacina, circula em áreas florestais e é picada por um mosquito infectado , o Haemagogus e o Sabethes. Ao contrair a doença a pessoa pode se tornar fonte de infecção para o Aedes aegypti – o mesmo da Dengue, Zika e Chicungunya – no meio urbano. Destaca-se que desde 1942 não há notificação de Febre amarela urbana.Assim, informamos que NÃO há motivo para pânico, pois a vacina da Febre Amarela faz parte do Calendário Nacional de Vacinação, administrada em toda criança aos 9 meses de idade, o que garante 100 % de imunização. O calendário vacinal garante um reforço vacinal após 4 anos de idade, o que faz com que não haja necessidade de mais doses.

A Secretaria Municipal de Saúde está cobrando do Estado maior quantidade de vacinas para atendimento de toda população que não tenha histórico vacinal. No momento, a prioridade é a Zona Rural próxima a São Sebastião do Maranhão. Os moradores da zona urbana NÃO necessitam de urgência na vacinação, no momento.

Última modificação em Segunda, 16 Janeiro 2017 10:30
  • Image
  • Text
  • Additional info
  • Latest by author
  • Related items
  • Gallery

A Secretaria Municipal de Itamarandiba, juntamente com a Vigilância Epidemiológica vêm a público informar sobre o surto de Febre Amarela no estado de Minas Gerais. Até o dia 12/01/17, foram notificados 110 casos suspeitos da doença. É importante ressaltar que Itamarandiba NÃO apresentou nenhum caso suspeito até o momento. Estamos realizando bloqueio vacinal na zona rural do Distrito de Pe. João Afonso, conforme orientação do Ministério da Saúde, por ser esta área divisa com o município de São Sebastião do Maranhão, onde foi notificado 01 caso suspeito da doença. 

É importante destacar que em área rural ou silvestre, a infecção acontece quando uma pessoa que nunca tenha contraído a febre amarela, ou tomado a vacina, circula em áreas florestais e é picada por um mosquito infectado , o Haemagogus e o Sabethes. Ao contrair a doença a pessoa pode se tornar fonte de infecção para o Aedes aegypti – o mesmo da Dengue, Zika e Chicungunya – no meio urbano. Destaca-se que desde 1942 não há notificação de Febre amarela urbana.Assim, informamos que NÃO há motivo para pânico, pois a vacina da Febre Amarela faz parte do Calendário Nacional de Vacinação, administrada em toda criança aos 9 meses de idade, o que garante 100 % de imunização. O calendário vacinal garante um reforço vacinal após 4 anos de idade, o que faz com que não haja necessidade de mais doses.

A Secretaria Municipal de Saúde está cobrando do Estado maior quantidade de vacinas para atendimento de toda população que não tenha histórico vacinal. No momento, a prioridade é a Zona Rural próxima a São Sebastião do Maranhão. Os moradores da zona urbana NÃO necessitam de urgência na vacinação, no momento.

Mais recentes de Super User

Itens relacionados (por tag)

Endereço

Rede Social