A ESF Central foi responsável pela realização de 15% dos exames feitos nas unidades de saúde do município de Itamarandiba no ano passado.  

 

A Secretaria de Saúde de Itamarandiba, por meio do departamento da Atenção Primária à Saúde (APS), divulgou, na 1ª quinzena de janeiro, o balanço oficial de exames citopatológicos realizados em mulheres, de 25 a 64 anos, durante o ano de 2017.

Com um total de 2.420 apreciações, o levantamento aponta um aumento considerável nos exames preventivos realizados pelas 11 Estratégias de Saúde da Família (ESF’s) existentes no município de Itamarandiba.  De acordo com os dados, a ESF Central, com 363 exames, foi a unidade que mais realizou procedimentos de prevenção no ano de 2017; seguida das ESF’s 1º de Maio, Dr. Sebastião Gusmão e Fazendinha, 300 e 244 exames; respectivamente.  

Em posse dos dados, a coordenadora da APS, enfermeira Luciana Piovezan Fernandes, analisou positivamente o diagnóstico e fez questão de frisar a importância do trabalho de precaução que vem sendo realizado pela Secretaria Municipal de Saúde. Ela destacou que ao priorizar ações que objetivam a prevenção de doenças, a equipe de saúde do município demonstra que tão importante quanto o atendimento de remediar é o atendimento que previne. “Os números alcançados foram graças ao esforço das equipes que compõem a atenção primária; visto que sempre prezaram por ofertar um serviço de qualidade. Sabemos existir muito a ser feito! No entanto com a mesma dedicação e amor ao próximo conseguiremos não apenas alcançar bons números, mas obter a satisfação da população. A estes profissionais fica nosso reconhecimento e agradecimento.”, comentou.

A seguir confira a quantidade de exames citopatológicos realizados em mulheres, de 25 a 64 anos, em cada Estratégia de Saúde da Família (ESF) do município de Itamarandiba. O levantamento refere-se ao ano de 2017.

  • ESF Central: 363
  • ESF 1º de Maio: 300
  • ESF Dr. José Pavie: 152
  • ESF São Geraldo: 232
  • ESF Dr. Sebastião Gusmão: 244
  • ESF Fazendinha: 244
  • ESF Contrato: 182
  • ESF Santa Joana: 123
  • ESF Penha de França: 221
  • ESF José de Sena Neto (Padre João Afonso): 171
  • ESF Homem do Campo: 188

 

Ernane Frois

ASCOM: Prefeitura Municipal de Itamarandiba

 

Publicado em DESTAQUE

Ofício foi entregue à Copasa no dia 29/12/2017, sexta-feira. Levando-se em consideração o final de semana e o feriado de 1º de janeiro, a Prefeitura, ainda, aguarda resposta.  

 

Nos últimos dias do mês de dezembro de 2017, a Secretaria Municipal de Saúde/departamento das Vigilâncias em Saúde Ambiental e do Trabalhador recebeu inúmeras reclamações quanto a qualidade da água disponibilizada pela Companhia de Saneamento de Minas Gerais (Copasa) à população da cidade de Itamarandiba.

Relatos davam conta de que a água fornecida pela Concessionária estava chegando aos consumidores com aparência visivelmente amarelada e enlodada, sendo o fato motivo de debates e grande exposição nas redes sociais e nos veículos de comunicação da região.

Ante as denúncias e constatação da veracidade do exposto, a Prefeitura de Itamarandiba, por meio da Secretaria Municipal de Saúde/departamento das Vigilâncias em Saúde Ambiental e do Trabalhador, notificou a Copasa para que esta a apresentasse relatório contendo os resultados de análises diárias da água fornecida na sede do município nos últimos 04 (quatro) dias e, ainda, que informasse sobre as medidas adotadas pela Companhia para correção e/ou regularização da qualidade da água potável utilizada no abastecimento da cidade.

De acordo com o secretário municipal de saúde, Cledimar Ferreira Alves, coincidentemente desde os primeiros dias da incidência da água de cor turva começar a chegar às casas dos moradores as unidades de saúde de Itamarandiba têm registrado aumento significativo nos casos de diarreia e infecção intestinal. “A situação é extremamente preocupante; haja vista o crescimento no atendimento de pessoas com sintomas que indicam o consumo de algo nocivo a flora intestinal e existem indícios de que isso esteja ligado diretamente à qualidade da água distribuída por essa Companhia de Saneamento. Entretanto, isso é apenas uma suspeita; estamos investigando para saber o real motivo do caso.”, explicou o secretário.   

Em consonância a esse argumento, o executivo municipal não tem se omitido na busca de soluções para o problema. O prefeito Luiz Fernando vem acompanhando atentamente a questão do abastecimento de água na cidade; inclusive, em companhia do vice-prefeito, Lete Monteiro, e representantes da Copasa, esteve recentemente na Estação de Tratamento de Água da Estatal onde recebeu informações acerca da situação. “Somos solidários à nossa população e tão qual a ela estamos indignados e preocupados com a qualidade da água disponibilizada pela Copasa nesses últimos dias. Notificamos a Companhia e estamos esperando seu parecer.”, comentou Alves.

Vale destacar que o Ofício foi entregue à Copasa no dia 29/12/2017, sexta-feira.

Ernane Frois

ASCOM: Prefeitura Municipal de Itamarandiba  

Publicado em DESTAQUE

Foram investidos aproximadamente 150 mil reais na compra de modernos aparelhos para a unidade hospitalar. Além de mais conforto e segurança aos pacientes, os novos equipamentos garantem melhores condições de trabalho ao corpo clínico do H.M.G.F.G.

 

Ao valor de R$ 149.700,00, a Secretaria Municipal de Saúde, por meio de emenda parlamentar do deputado federal Luis Tibé, junto ao Fundo Nacional da Saúde, adquiriu 01 monitor multiparâmetros, 01 cardiotocógrafo, 01 ultrassom diagnóstico e 23 poltronas hospitalares. Os novos equipamentos foram repassados ao Hospital Municipal Geraldo Ferreira Gandra (H.M.G.F.G) na primeira quinzena de novembro e tem feito grande diferença no momento de a instituição prestar os serviços médico-hospitalares, principalmente nos atendimentos de urgências e emergências.

Além da compra do monitor multiparâmetros, que mostra, simultaneamente, a frequência cardíaca com o traçado de eletrocardiograma, a saturação de oxigênio, a capnografia, a pressão arterial, a temperatura e a frequência respiratória do paciente, a aquisição dos outros aparelhos, também, foi motivo de comemoração por parte do corpo clínico do Hospital Municipal.   

Com o cardiotocógrafo, o ginecologista/obstetra, Dr. Geraldo Rodrigues, pode avaliar, com mais tranquilidade, o desempenho pulmonar ou qualquer outro distúrbio respiratório do recém-nascido. O aparelho oferta maior segurança dentro da obstetrícia.

 

O ginecologista e obstetra, Dr. Geraldo Rodrigues de Araújo, por exemplo, argumentou que a chegada dos aparelhos trouxe tranquilidade e maior segurança aos profissionais que lidam constantemente com as adversidades comuns ao dia a dia do Hospital. O médico enalteceu, principalmente, a compra do cardiotocógrafo; com o qual, segundo ele, já foi possível realizar, em Itamarandiba, alguns partos considerados delicados, visto que o equipamento permite fazer a cardiotocografia anteparto e intraparto; dando assim ao médico a oportunidade de decidir o que fazer com o bebê. “Com o cardiotocógrafo é possível ver se o feto está reativo ou não; se ele tem algum comprometimento cerebral ou não. E isso nos dá 48 horas de tranquilidade, tempo para tentar induzir um parto ou avaliar se pode esperar mais alguma coisa. Graças a chegada desse aparelho houve casos de bebês que já saíram bem daqui, sem precisar que os transferíssemos para Diamantina.”, explicou Dr. Geraldo.  

Ao enfatizar que a Prefeitura de Itamarandiba tem trabalhado exaustivamente para garantir serviços de qualidade à população, o secretário municipal de Saúde, Cledimar Ferreira Alves, que juntamente com a direção do H.M.G.F.G se empenhou na compra dos novos equipamentos, ressaltou a importância da aquisição de aparelhos modernos para a unidade hospitalar e fez questão de agradecer o deputado Luis Tibé pela cooperação na ação. “Investimos na compra de equipamentos que além de mais conforto e segurança aos pacientes, garantem melhores condições de trabalho ao corpo clínico do Hospital Municipal. É nesse intuito de buscar sempre o melhor que registro aqui nossa gratidão ao deputado Luis Tibé pela parceria e comprometimento com as causas da saúde de Itamarandiba.”, diz Alves.

O médico, Dr. Elimarcius Lacerda Costa, diretora administrativa do H.M.G.F.G, Alcione Guimarães Moraes e o secretário municipal de Saúde, Cledimar Ferreira Alves, demonstraram grande contentamento com a aquisição de novos aparelhos para o Hospital Municipal.

 

Ernane Frois

ASCOM: Prefeitura Municipal de Itamarandiba

 

Publicado em Saúde

O evento, realizado na Câmara Municipal, abordou sobre a Política Estadual de Vigilância em Saúde e o fortalecimento do SUS como direito de proteção e prevenção da Saúde do povo brasileiro.

 

No dia 04 de agosto, aconteceu na Câmara Municipal de Itamarandiba, a 1ª Conferência Municipal de Vigilância em Saúde; tema: “Vigilância em Saúde Direito, Conquistas e Defesa de um SUS Público de Qualidade”. O evento realizado pela Prefeitura, por intermédio da Secretaria Municipal de Saúde, teve por objetivo elaborar propostas a serem apresentadas na Conferência Estadual de Vigilância em Saúde e buscar reconhecer a realidade municipal no que tange às Vigilâncias.

Para explanar acerca do tema proposto, bem como sobre a Política Estadual de Vigilância em Saúde e o fortalecimento do SUS como direito de proteção e prevenção da Saúde do povo brasileiro; os organizadores convidaram e a Conferência contou com grandes palestrantes e mediadores sendo eles: o médico legista, Dr. Gustavo Cardoso, delegada da Delegacia Regional da Mulher, Dra. Kiria Orlandi, médica veterinária e enfermeira, Dra. Denise Pinho Resille, e a representante da Vigilância Epidemiológica da Superintendência Regional de Saúde de Diamantina, fisioterapeuta Raquel Galiciolli.

A 1ª Conferência Municipal de Vigilância em Saúde contou com participação maciça dos servidores municipais ligados à área da saúde. No encontro; médicos, enfermeiros e demais servidores debateram e elaboraram propostas a serem apresentadas na Conferência Estadual de Vigilância em Saúde.

 

Além dos ilustres palestrantes a 1ª Conferência Municipal de Vigilância em Saúde contou, também, com a presença do prefeito de Itamarandiba, Luiz Fernando Alves, secretário municipal de saúde, Cledimar Alves, vice-presidente da Câmara Municipal, vereador Ciderley Cena, vereadores, alunos da rede de ensino do município, representantes de entidades e órgãos públicos e privados instalados na região e, ainda, médicos, enfermeiros e demais servidores ligados à área da saúde.

Veja fotos de relevante evento clicando AQUI

Ernane Frois

Ascom - Prefeitura Municipal de Itamarandiba

 

Publicado em Saúde

“Um dia em sua vida pode salvar uma vida inteira. Seja um doador de medula óssea.

 

A Fundação Hemominas, com imprescindível apoio da Prefeitura de Itamarandiba e Secretaria Municipal de Saúde, estará, nos próximos dias, no município itamarandibano para dar continuidade à Campanha “Doação de medula óssea”.

O cadastro de possíveis doadores será feito no dia 18 de agosto (sexta-feira) a partir das 16:00 horas e no dia 19 de agosto (sábado) a partir das 08:00 horas no imóvel do Polo UAB/Itamarandiba, situado à Avenida Jequitinhonha, 298, bairro Florestal.

Vale destacar que em tais dias será realizada a coleta de sangue comum e não a coleta de medula. Tal material será enviado à Fundação Hemominas para análise de compatibilidade para doação de medula.

Para mais informações basta ligar: (38)3521-3208

Seja um doador de vida. Cadastre-se!

Publicado em Saúde

A Secretaria Municipal de Saúde, por intermédio da Coordenadoria da Atenção Primária, divulgou, na 1ª quinzena de maio, o balanço de atendimentos realizados nas Unidades de Saúde; tanto da sede municipal quanto na zona rural de Itamarandiba. No total, nas 11 unidades da Estratégia de Saúde da Família (ESF) do município, 27.521 procedimentos foram realizados.   

Responsável pelo levantamento, a coordenadora da atenção primária da municipalidade, Luciana Piovezan Fernandes, informou que os dados são referentes aos meses de janeiro, fevereiro, março e abril de 2017. Segundo ela, os números mostram os atendimentos feitos por médicos e enfermeiros em cada Estratégia de Saúde da Família; sendo eles detalhados da seguinte maneira:

  • ESF Central = 2.131 atendimentos;
  • ESF 1º de Maio = 3.144 atendimentos;
  • ESF Dr. José Pavie = 4.037 atendimentos;
  • ESF São Geraldo = 3.140 atendimentos;
  • ESF Dr. Sebastião Gusmão = 2.619 atendimentos;
  • ESF Fazendinha = 2.409 atendimentos;
  • ESF Contrato = 927 atendimentos;
  • ESF Santa Joana = 1.120 atendimentos;
  • ESF Penha de França = 1360 atendimentos;
  • ESF José de Sena Neto (Padre João Afonso) = 1.497 atendimentos;
  • ESF Homem do Campo = 5.137 atendimentos.

 

Em tempo: A Estratégia Saúde da Família (ESF) é composta por equipe multiprofissional que possui, no mínimo, médico generalista ou especialista em saúde da família ou médico de família e comunidade, enfermeiro generalista ou especialista em saúde da família, auxiliar ou técnico de enfermagem e agentes comunitários de saúde (ACS).

Ernane Frois

ASCOM: Prefeitura Municipal de Itamarandiba

Publicado em DESTAQUE

Fumantes de Itamarandiba têm na Secretaria Municipal de Saúde grande aliada na luta contra o vício do cigarro. Reuniões com grupos de dependentes do tabaco acontecem semanalmente na Câmara Municipal.

 

Com intuito de prevenir e apoiar os fumantes no combate ao tabagismo, a Prefeitura de Itamarandiba, por meio da Secretaria Municipal de Saúde, deu início, na segunda quinzena de abril, encontros com grupos de dependentes do tabaco, principal substância encontrada no cigarro.

As reuniões, promovidas por todas as unidades de saúde do município, possuem 04 sessões, uma em cada semana; posteriormente acontecerão, com os participantes que se mantêm assíduos desde o início do programa, encontros de manutenção quinzenalmente. Todas as reuniões acontecem às 18:00 horas na Câmara Municipal de Itamarandiba; o interessado em participar dos próximos grupos deve procurar a unidade de saúde de sua comunidade e manifestar a vontade de parar de fumar. Feito isso, será feita uma avaliação que possibilite o conhecimento do grau de dependência e demais patologias de cada participante.

Enfatizando que dois encontros já foram realizados e que os próximos serão nos dias 10 e 17 de maio (quarta-feira), a coordenadora do projeto, enfermeira Luciana Piovezan Fernandes, explicou ser de extrema importância que o paciente tenha uma presença assídua nas reuniões e que siga fielmente as orientações dadas pelos profissionais de saúde. “Atualmente está acontecendo o primeiro grupo antitabagismo do ano. O tratamento baseia-se em reuniões semanais com diversos profissionais, sendo enfermeiras, psicólogos, nutricionistas entre outros. Os medicamentos são disponibilizados para os pacientes que estão inscritos no programa antitabagismo e que frequenta todas as reuniões.”, explicou a coordenadora Luciana.  

Ernane Frois

ASCOM: Prefeitura Municipal de Itamarandiba

 

Saiba mais:

O tabagismo é considerado pela Organização Mundial da Saúde (OMS) a principal causa de morte evitável em todo o mundo. A OMS estima que 40% da população mundial adulta sejam fumantes.

Está comprovado que o tabagismo é responsável por 25% das mortes por angina e infarto do miocárdio, 90% dos casos de câncer no pulmão, 25% das doenças vasculares (entre elas, derrame cerebral) e 30% das mortes decorrentes de outros tipos de câncer (de boca, laringe, faringe, esôfago, estômago, pâncreas, fígado, rim, bexiga, colo de útero, leucemia).

Outras doenças que podem ter seu risco de ocorrência aumentado em decorrência do tabagismo destacam-se: hipertensão, aneurismas arteriais, úlcera do aparelho digestivo, infecções respiratórias, trombose vascular, osteoporose, catarata, impotência sexual no homem, infertilidade na mulher, menopausa precoce, complicações na gravidez, entre outras. (Fonte portalsaude)

Publicado em Saúde

A Secretaria Municipal de Saúde, por meio da Vigilância Epidemiológica, vem a público informar que em Itamarandiba já se deu início à 19ª Campanha Nacional de Vacinação contra a Gripe. O objetivo é reduzir as complicações, as internações e a mortalidade decorrentes das infecções causadas pelo vírus da influenza. A meta do programa é vacinar 95% dos grupos alvo; tendo prioridade:

 

  • GESTANTES, EM QUALQUER IDADE GESTACIONAL;
  • PUÉRPERAS, ATÉ 45 DIAS APÓS O PARTO;
  • CRIANÇAS, DE 6 MESES A MENORES DE 5 ANOS;
  • TRABALHADORES DE SAÚDE;
  • IDOSOS;
  • PROFESSORES;
  • PRIVADOS DE LIBERDADE;
  • PROFISSIONAIS DO SISTEMA PRISIONAL.

 

A Vigilância Epidemiológica de Itamarandiba informa, ainda, que pacientes com doenças crônicas serão vacinados no dia 13 de maio, Dia “D” de mobilização para a campanha. É importante lembrar que os pacientes com doenças crônicas que fazem atendimento pelo SUS devem procurar as unidades de saúde de seus bairros, caso contrário, devem ter prescrição médica da Vacina Influenza.

 

A meta do município de Itamarandiba é vacinar 8.411 indivíduos até o dia 30 de maio.

Na zona rural a campanha terá início no dia 02 de maio, tendo uma equipe de enfermagem volante, a qual percorrerá todos os pontos estratégicos, de acordo com o cronograma já conhecido pelos agentes de saúde. (Veja o cronograma completo clicando AQUI)

“Vale lembrar que a melhor maneira de evitar propagação de vírus é a lavagem constante das mãos com água e sabão”.

 

Publicado em Saúde

 

Apresentação do RDQA- Quadrimestre setembro-dezembro/2016 demonstrou aos legisladores e demais presentes o compromisso da gestão municipal com a transparência pública.

 

Vereadores de Itamarandiba, servidores da área da saúde e representantes do Conselho Municipal de Saúde acompanharam, na terça-feira (04/04), a apresentação do Relatório Detalhado do Quadrimestre Anterior (RDQA); período de setembro a dezembro de 2016.

O balanço foi apresentado pela gestora de projetos em saúde do município de Itamarandiba, enfermeira Ana Paula Campos; no ato representando a Secretaria Municipal de Saúde.  A reunião, realizada no Plenário da Câmara Municipal, teve por objetivo demonstrar aos legisladores e demais presentes como foi feita a execução financeira e orçamentária da saúde, análise dos indicadores financeiros, bem como possibilitar discussões sobre o planejamento das ações e serviços a serem executados na área da saúde dentro do município itamarandibano.

Enaltecendo que o evento reafirmou a contribuição do RDQA para a transparência na administração pública, a gestora Ana Paula explicou que tal reunião é de extrema relevância na Gestão Municipal de Saúde, isso porque, segundo ela, em posse das informações e documentos, ora apresentados, é possível que se faça discussões, assim como, reflexões sobre a execução das ações e serviços. “Encontros como o de hoje permitem questionamentos para as principais demandas reprimidas na área da saúde do município, traçam prioridades a serem superadas pela gestão e fomentam a união do executivo e legislativo na busca de estratégias que possibilitem melhorias na saúde itamarandibana. Levando tudo isso em consideração fica nítido o quão é positivo e necessário a exposição do RDQA.”, ressaltou a gestora.  

Ernane Frois

Ascom: Prefeitura Municipal de Itamarandiba

 

Publicado em Saúde

 

O Ministério da Saúde promoveu, nesse ano, mudanças significativas no calendário nacional de vacinação. Dentre as novidades para 2017 está a inclusão da imunização de adolescentes do sexo masculino contra o vírus HPV. Antes somente meninas eram vacinadas. O esquema compõe-se de duas doses, aplicadas em um intervalo de 06 meses.

Em Itamarandiba, os meninos de 12 e 13 anos já podem receber a vacina que está disponível nas unidades de saúde de todo o município. Entretanto, apesar de nesse momento o foco da vacinação estar direcionado aos meninos, é extremamente importante e necessário que meninas de 09 a 11 anos, também, procurem os postos de saúde e se vacinem; como alertou a coordenadora da Vigilância em Saúde de Itamarandiba, Sra. Eliane de Paula, que aproveitou, ainda, para lembrar aos pais e jovens que a Meningocócica C é outra vacina disponível aos adolescentes itamarandibanos.  “Os rapazes são integrantes de um grupo que até então não fazia parte da imunização contra o HPV; por isso estamos com campanhas específicas a eles, porém as meninas com idade de 09, 10 e 11 anos devem ser vacinadas. Além disso, jovens de 12 e 13 anos podem receber, em nossas unidades de saúde, a dose da Meningocócica C. Lembrando que prevenir é sempre o melhor caminho.”.

De acordo com o Ministério da Saúde, a faixa etária para a imunização de jovens masculinos contra o vírus HPV será modificada gradativamente até o ano de 2020, quando a vacina passará a ser disponibilizada para meninos de idade compreendida entre 09 e 13 anos. A estratégia visa reforçar a proteção aos homens contra os cânceres de pênis, ânus e garganta e contra as verrugas genitais, além de contribuir para redução do câncer de colo de útero entre as mulheres.

Ernane Frois

Ascom: Prefeitura Municipal de Itamarandiba

Publicado em Saúde
Pagina 1 de 2

Endereço

Rede Social