De tema “Inclusão Escolar: Pedagógicas, desafios e as possibilidades na escola.”, o Seminário contou com palestras e oficinas ministradas no Clube Florae e na Escola Estadual Mestra Bezinha Gandra.

 

A Prefeitura de Itamarandiba, por meio da Secretaria Municipal de Educação, e a Aperam BioEnegia promoveram, no dia 21 de junho, no Clube Florae, o Seminário de Educação Inclusiva. Com o tema “Inclusão Escolar: Pedagógicas, desafios e as possibilidades na escola.”, o evento teve como público alvo profissionais da educação do município de Itamarandiba, dentre eles pedagogos, professores, acompanhantes, professores de sala de aula de recursos, associações de pessoas excepcionais e demais interessados pelo tema.

A abertura do evento, abrilhantada por belíssima e emocionante apresentação dos alunos APAE/Itamarandiba, contou com a presença massiva de educadores do município, secretário municipal de administração e finanças, Gabriel de Fátima Santos, no ato representando o prefeito de Itamarandiba, Luiz Fernando Alves, secretária municipal de educação, Maria de Lourdes Monteiro, gestor de relações com as comunidades da Aperam BioEnergia, Raimundo Lima, coordenadora de projetos da Fundação Aperam/Acesita, Flávia Sousa Silva Soares, e presidente da Câmara Municipal, Lourdes Gomes Vieira.

O Seminário Educação Inclusiva teve como público alvo profissionais da educação e das associações de pessoas excepcionais.

 

Ao contextualizar a importância do evento na discussão e ponderações dos aspectos teóricos e práticos dentro das instituições de ensino, a secretária de educação de Itamarandiba, Maria de Lourdes Monteiro, ressaltou que o seminário será fator direcional para análises e reflexões acerca das políticas de Educação Inclusiva. “Temos a convicção de que esse seminário trará aos profissionais da educação uma nova perspectiva no que se refere às metodologias adotadas com os alunos que necessitam de um acompanhamento especial.”, argumentou.  Ela destacou, ainda, a parceria firmada entre Prefeitura e Aperam BioEnergia e o relevante apoio recebido pela Escola Estadual Mestra Bezinha Gandra (E.E.M.B.G) para que o evento fosse sediado em Itamarandiba.

Para a secretária municipal de educação, Maria de Lourdes, o Seminário despertará nos docentes um novo ponto de vista acerca dos métodos de trabalho aplicados nas instituições que recebem alunos excepcionais.  

 

A programação do Seminário se estendeu por todo o dia e para que se ofertasse comodidade e dinamismo aos trabalhos, as atividades foram divididas em dois momentos, sendo as palestras ministradas na parte da manhã, no próprio Clube Florae, e as oficinas realizadas, no período da tarde, na Escola Estadual Mestra Bezinha Gandra.

Tanto as palestras quanto as oficinas abordaram assuntos ligados à inclusão e ambas foram ministradas por profissionais qualificados; dentre os temas discutidos estavam: Autismo – Abordagem Neuropsicopedagógica; Contribuição das tecnologias assistivas na sala de ensino regular; Sistema Educacional Inclusivo: Construindo a escola das diferenças; Prática Educativa da Vida Independente; Jogos e brincadeiras adaptadas no desenvolvimento infantil; O cidadão surdo e como trabalhar com ele na sala de aula; Construção de material adaptado para deficientes visuais; PDI – Plano de Desenvolvimento Individual com aluno com necessidades educativas especiais; e ainda, Principais distúrbios de aprendizagem na fase da alfabetização Abordagem Neuropsicopedagógica.

 

Após marcante apresentação teatral,  Alunos da APAE/Itamarandiba foram ovacionados pelos participantes do  Seminário de Educação Inclusiva.

 

Ernane Frois

ASCOM: Prefeitura Municipal de Itamarandiba

Publicado em Educação

Prefeito Luiz Fernando e empresários locais estão engajados na implantação do Distrito Industrial de Itamarandiba. Todos acreditam que o empreendimento será alavanca propulsora do desenvolvimento do município itamarandibano.

 

Sonho antigo de empresários e dos Poderes Executivo e Legislativo Municipal, a criação do Distrito Industrial de Itamarandiba foi tema de mais uma reunião entre o prefeito Luiz Fernando Alves e representantes da Associação Comercial, Industrial e Agropecuária de Itamarandiba (ACIAI). O encontro aconteceu na segunda-feira (23/04) e dentre os assuntos abordados estava a necessidade de a Aperam BioEnergia se pronunciar, bem como definir os trâmites a serem seguidos na liberação da área para que se dê andamento nas tratativas de implantação do Polo. Pertencente a empresa, a extensão pretendida possui cerca de 80 hectares e está localizada à margem da MG-214, sentido Capelinha.

Informações da ACIAI dão conta de que aproximadamente 60 empresários têm interesse concreto em se instalar no Distrito Industrial; dados esses que reforçam a urgência existente na definição por parte da Aperam BioEnergia, a qual atua no município itamarandibano há mais de 35 anos.

 

Segundo o prefeito Luiz Fernando, há cerca de 30 dias, durante reunião com o presidente da Fundação Aperam Acesita, Venilson Vitorino, gerente de patrimônio, Gilvan Coura, e supervisor administrativo, Raimundo Lima, o Poder Executivo Municipal apresentou à empresa o projeto detalhado do empreendimento que visa alavancar o progresso de Itamarandiba. O prefeito ratificou, ainda, que a planta estrutural é de comum acordo com órgãos de fiscalização e empresários que manifestaram interesse em adquirir áreas no Distrito Industrial. “O local avaliado é o único que possui viabilidade de investimento de infraestrutura completa como água, luz, esgoto, pavimentação e drenagem. Contamos com a sensibilização da Aperam BioEnergia para podermos negociar a transferência da área em preços e condições viáveis; viabilizando assim o empreendimento e o desenvolvimento de Itamarandiba.”.

Área de 80 hectares, nas imediações da MG-214, é a mais adequada para receber infraestrutura completa. Em visita ao local, o Prefeito Luiz Fernando apresenta projeto aos representantes da ACIAI.

 

Em consonância ao dizeres do chefe do executivo municipal, o presidente da ACIAI, Sr. Vagno Gomes, ressaltou que o processo de implantação do Distrito Industrial de Itamarandiba seguirá as normas técnicas estabelecidas pela Companhia de Desenvolvimento de Minas Gerais (CODEMIG). Gomes enalteceu o empenho do poder municipal na busca pela instalação do empreendimento que, segundo ele, será marco histórico para a região. “Não podemos pensar em desenvolvimento industrial sem a construção do Distrito Industrial. Muitas pequenas empresas acabam estagnando seu crescimento por falta de estrutura mínima. A implantação desse Distrito é forma, também, de estimular o empreendedorismo em nossa cidade.”, argumentou.

Presidente da ACIAI, Vagno Gomes, e prefeito Luiz Fernando discutem viabilidade e importância da implantação do Distrito Industrial de Itamarandiba. Cerca de 60 empreendedores locais já manifestaram interesse em se instalarem no Polo.

 

A edificação do Distrito Industrial de Itamarandiba prevê a instalação de cerca de 50 empresas voltadas a expandir o desenvolvimento do município; sendo elas ligadas aos setores madeireiro, construção civil, alimentício, cerâmico, combustível e prestação de serviços de mecânica pesada. Para tanto, a Prefeitura Municipal tem engajado sistematicamente no processo, inclusive, participando efetivamente de negociações que apresentam condições indispensáveis às ações empreendedoras no local.  

Ernane Frois

ASCOM: Prefeitura Municipal de Itamarandiba

Para reformar os quase 05 quilômetros da rodovia, Prefeitura e Aperam viabilizaram mão de obra especializada e 13 maquinários. O findar dos trabalhos trará mais segurança à população itamarandibana que se vê prejudicada com o intenso tráfego de caminhões e carretas no perímetro urbano.

 

A Prefeitura de Itamarandiba, através da Secretaria Municipal de Obras, Viação e Serviços Urbanos, em parceria com a Aperam BioEnergia, deu início, no dia 08 de novembro, a ação de conservação e reestruturação dos 4,9 kms do Anel Rodoviário que liga a MG 214 (sentido Capelinha) a MG 451 (sentido Carbonita).

Para executar a obra que consiste basicamente no patrolamento, cascalhamento, compactação e construção de bacias de contenção de enxurradas, Prefeitura e Aperam BioEnergia disponibilizaram mão de obra e maquinários. A empresa, por exemplo, viabilizou 04 caminhões caçambas, 01 motoniveladora, 01 pá carregadeira e 01 caminhão pipa. Por sua vez, a Prefeitura de Itamarandiba dispôs 02 caminhões caçambas, 01 patrol, 01 pá carregadeira, 01 caminhão pipa e 01 rolo compressor.

Obra no Anel Rodoviário está sendo executada graças a parceria firmada entre Prefeitura de Itamarandiba e Aperam BioEnergia. Esse trabalho em conjunto tem possibilitado a realização de intervenções ao longo de toda a estrada

 

A proposta de trabalho em conjunto surgiu a partir da necessidade de retirar o tráfego de caminhões ‘pesados’ e carretas do perímetro urbano, o que vinha causando grandes transtornos à população de Itamarandiba. “Este não é um simples trabalho de patrolamento; é uma ação complexa que abrange toda a extensão do Anel Rodoviário. E a colaboração da Aperam nesse serviço é de extrema relevância para que possamos realizá-lo em tempo hábil; pois sabemos que a má conservação de tal estrada faz com que caminhões e carretas trafeguem dentro da cidade; trazendo assim insegurança aos transeuntes e causando danos a alguns imóveis, rede elétrica e pavimentação das vias urbanas.”, salientou o gestor municipal de transportes, Dirceu Timóteo Pires.

Vale lembrar que o tráfego de caminhões e/ou qualquer veículo motorizado utilizado em transporte de carga, cujo peso bruto exceda 14 toneladas, passou a ser proibido através do decreto de Nº 2893/2011. No documento, fica determinado que tais automóveis não podem trafegar pelas principais vias do perímetro urbano de Itamarandiba. 

Ernane Frois

Ascom: Prefeitura Municipal de Itamarandiba

Endereço

Rede Social