O projeto tem por objetivo organizar o município na identificação de suas vocações locais apostando na integração do diálogo entre o poder público, a sociedade organizada e os setores produtivos.

 

De iniciativa da Federação das Associações Comerciais do Estado de Minas Gerais (FEDERAMINAS) e da Companhia de Desenvolvimento do Estado de Minas Gerais (CODEMIG), e presente em cerca de 30 municípios mineiros, o movimento Pró-Município chega a Itamarandiba mediante a conjunção de esforços da Prefeitura Municipal, Associação Comercial (ACIAI) e o apoio imprescindível da Câmara Municipal que aprovou, por unanimidade, a criação do Conselho Municipal de Desenvolvimento Econômico (CONDES).

O movimento Pró-Município é um projeto que busca organizar os municípios na identificação de suas vocações locais apostando na integração do diálogo entre o poder público, a sociedade organizada e os setores produtivos com vistas da definição das prioridades em diferentes áreas comprometidas ao desenvolvimento econômico. Por sua vez, em Itamarandiba o CONDES é formado por 15 membros titulares, além de seus respectivos suplentes, e reúne a representação de diferentes segmentos como membros do Governo Municipal, Legislativo, ACIAI, Polícia Militar, instituições financeiras, instituições de ensino superior, EMATER, IEF, gerência do Parque Estadual da Serra Negra, empreendedores, sindicatos, representantes do setor de saúde, dentre outros atores que serão convidados a contribuir nos trabalhos do Conselho.

No dia 29 de junho foi realizada, no Plenário da Câmara Municipal, a primeira reunião do CONDES com a posse dos conselheiros e a definição de 4 (quatro) câmaras temáticas, sendo elas: 1. Associativismo e Cooperativismo; 2. Segurança Pública e Inclusão; 3. Desenvolvimento Econômico, Infraestruturas, Mobilidade e Tecnologias Disruptivas e 4. Estratégias de Desenvolvimento Agroflorestal e Meio Ambiente. Cada câmara terá como função enriquecer as discussões e deliberações no âmbito do Conselho, subsidiando-o com dados, estudos e apontamentos que possam de algum modo contribuir na construção de soluções ao desenvolvimento local.

Os advogados, Pedro Afonso e André Ferreira, representantes da Prefeitura de Itamarandiba e da FEDERAMINAS, respectivamente, apresentaram o projeto Pró-Município e explanaram acerca da importância da criação do CONDES no município itamarandibano.

 

O evento contou com a participação do advogado André Ferreira, da FEDERAMINAS, que apresentou aos conselheiros e espectadores presentes, o Projeto Pró-Município e a importância que terá o Conselho Municipal de Desenvolvimento Econômico para contribuir, de forma democrática e intersetorial, na construção de soluções ao desenvolvimento do município a curto, médio e longo prazos.

André Ferreira destacou que diferentemente dos demais Conselhos Municipais existentes; os quais são obrigatórios por força de Lei Federal, o CONDES nasce da vontade do território em se organizar para a definição de estratégias ao seu desenvolvimento, tendo destacado a necessidade de unir, lutar e pensar conjuntamente para fazer frente à principal barreira ao desenvolvimento econômico que é a dificuldade de comunicação habitualmente existente entre os diferentes setores da sociedade. Nesse contexto o advogado da FEDERAMINAS explicou: “O projeto Pró-Município contribui para a integração do diálogo, e isso é possível por intermédio da criação dos conselhos de desenvolvimento econômico nas municipalidades com composição tripartite, ou seja, com representação dos setores produtivos, entidades organizadas e o Poder Público.”, diz Ferreira.

O procurador municipal, Pedro Afonso, que tem acompanhado a instalação do Conselho no Município itamarandibano, destacou a importância do projeto, visto que, segundo ele, Itamarandiba é dinâmica e com grande potencial de desenvolvimento. Entretanto, o procurador alertou que o município carece de instrumentos que estreitem o diálogo para seguir adiante e completou: “o projeto Pró-Município, com a criação e empenho do CONDES, vem  em boa hora para suprir essa necessidade.”.

Neste mês de julho, outra etapa de capacitação do Conselho Municipal já está prevista para ocorrer nos dias 23, 24 e 25, sob a coordenação da FEDERAMINAS/CODEMIG.

Ernane Frois

Ascom: Prefeitura Municipal de Itamarandiba

Publicado em DESTAQUE

Prefeito Luiz Fernando e empresários locais estão engajados na implantação do Distrito Industrial de Itamarandiba. Todos acreditam que o empreendimento será alavanca propulsora do desenvolvimento do município itamarandibano.

 

Sonho antigo de empresários e dos Poderes Executivo e Legislativo Municipal, a criação do Distrito Industrial de Itamarandiba foi tema de mais uma reunião entre o prefeito Luiz Fernando Alves e representantes da Associação Comercial, Industrial e Agropecuária de Itamarandiba (ACIAI). O encontro aconteceu na segunda-feira (23/04) e dentre os assuntos abordados estava a necessidade de a Aperam BioEnergia se pronunciar, bem como definir os trâmites a serem seguidos na liberação da área para que se dê andamento nas tratativas de implantação do Polo. Pertencente a empresa, a extensão pretendida possui cerca de 80 hectares e está localizada à margem da MG-214, sentido Capelinha.

Informações da ACIAI dão conta de que aproximadamente 60 empresários têm interesse concreto em se instalar no Distrito Industrial; dados esses que reforçam a urgência existente na definição por parte da Aperam BioEnergia, a qual atua no município itamarandibano há mais de 35 anos.

 

Segundo o prefeito Luiz Fernando, há cerca de 30 dias, durante reunião com o presidente da Fundação Aperam Acesita, Venilson Vitorino, gerente de patrimônio, Gilvan Coura, e supervisor administrativo, Raimundo Lima, o Poder Executivo Municipal apresentou à empresa o projeto detalhado do empreendimento que visa alavancar o progresso de Itamarandiba. O prefeito ratificou, ainda, que a planta estrutural é de comum acordo com órgãos de fiscalização e empresários que manifestaram interesse em adquirir áreas no Distrito Industrial. “O local avaliado é o único que possui viabilidade de investimento de infraestrutura completa como água, luz, esgoto, pavimentação e drenagem. Contamos com a sensibilização da Aperam BioEnergia para podermos negociar a transferência da área em preços e condições viáveis; viabilizando assim o empreendimento e o desenvolvimento de Itamarandiba.”.

Área de 80 hectares, nas imediações da MG-214, é a mais adequada para receber infraestrutura completa. Em visita ao local, o Prefeito Luiz Fernando apresenta projeto aos representantes da ACIAI.

 

Em consonância ao dizeres do chefe do executivo municipal, o presidente da ACIAI, Sr. Vagno Gomes, ressaltou que o processo de implantação do Distrito Industrial de Itamarandiba seguirá as normas técnicas estabelecidas pela Companhia de Desenvolvimento de Minas Gerais (CODEMIG). Gomes enalteceu o empenho do poder municipal na busca pela instalação do empreendimento que, segundo ele, será marco histórico para a região. “Não podemos pensar em desenvolvimento industrial sem a construção do Distrito Industrial. Muitas pequenas empresas acabam estagnando seu crescimento por falta de estrutura mínima. A implantação desse Distrito é forma, também, de estimular o empreendedorismo em nossa cidade.”, argumentou.

Presidente da ACIAI, Vagno Gomes, e prefeito Luiz Fernando discutem viabilidade e importância da implantação do Distrito Industrial de Itamarandiba. Cerca de 60 empreendedores locais já manifestaram interesse em se instalarem no Polo.

 

A edificação do Distrito Industrial de Itamarandiba prevê a instalação de cerca de 50 empresas voltadas a expandir o desenvolvimento do município; sendo elas ligadas aos setores madeireiro, construção civil, alimentício, cerâmico, combustível e prestação de serviços de mecânica pesada. Para tanto, a Prefeitura Municipal tem engajado sistematicamente no processo, inclusive, participando efetivamente de negociações que apresentam condições indispensáveis às ações empreendedoras no local.  

Ernane Frois

ASCOM: Prefeitura Municipal de Itamarandiba

Endereço

Rede Social